Entenda a Contribuição Sindical: mudanças, importância e como funciona

criado em 17 de Janeiro de 2024

última atualização 18 de Janeiro de 2024

Você já ouviu falar sobre a Contribuição Sindical? Esse é um imposto que gera muitas dúvidas e debates. Desde as mudanças recentes, essa contribuição deixou de ser obrigatória, mas ainda tem um papel importante no mundo do trabalho.

Aqui, vamos esclarecer o que é essa contribuição, por que ela é discutida e como as alterações afetam sindicatos e trabalhadores. Tire todas as suas dúvidas sobre a Contribuição Sindical e entenda seu impacto no dia a dia profissional.

O que é a Contribuição Sindical?

A Contribuição Sindical é um desconto anual no salário dos trabalhadores. Anteriormente essa contribuição era obrigatória, porém, desde a Reforma Trabalhista de 2017, esse tipo de contribuição se tornou opcional.

Para onde se destina os recursos da Contribuição Sindical?


A maior parte do valor vai para o sindicato representativo da categoria profissional, enquanto o restante é distribuído entre outras entidades, conforme regras estabelecidas.

5% para a confederação correspondente;

10% para a central sindical;

15% para a federação;

60% para o sindicato respectivo;

10% para a Conta Especial Emprego e Salário (CEES).

Importância da Contribuição Sindical

Os sindicatos desempenham um papel crucial na defesa dos direitos trabalhistas, atuando na negociação de condições laborais e benefícios.

  • Negociações coletivas;
  • Melhorias nas condições de trabalho;
  • Representação dos interesses da categoria.
  • Outras Modalidades de Contribuição Sindical

Além da contribuição sindical, existem outras formas de contribuir financeiramente para os sindicatos:

  • Contribuição Assistencial: Valor variável ou percentual, opcional;
  • Contribuição Confederativa: Semelhante à assistencial, também opcional;
  • Contribuição Associativa: Única ainda obrigatória, segundo as leis trabalhistas.

Mudanças e Perspectivas Futuras

Desde 2017, a contribuição sindical tornou-se opcional. No entanto, especulações apontam para um possível retorno da obrigatoriedade.

Possíveis Mudanças Legais: 

  • Projeto de Lei (PL) estabelecendo regras de cobrança;
  • Atualizações na Contribuição Assistencial: Cobrança para não filiados em discussão.

A Contribuição Sindical Persiste?

Apesar de ainda ser aplicável, tornou-se optativa. Contudo, a possível volta da obrigatoriedade gera incertezas sobre seu futuro.

Esperamos ter te ajudado a entender a fundo sobre a contribuição sindical no Brasil, suas variações e os possíveis desdobramentos legais. 

Entender os distintos tipos de contribuições sindicais, é uma maneira de entender seus impactos no cenário trabalhista.

Desbloqueie os segredos para uma gestão de RH bem-sucedida

Protegido por reCAPTCHA - Privacidade - Condições

Ao enviar o formulário você aceita receber comunicações do iFood por e-mail e WhatsApp

Desbloqueie os segredos para uma gestão de RH bem-sucedida